NOTÍCIAS
Novidades Na Mídia

Por trás da obra Hospital Unimed Vale dos Sinos

Fonte: O Empreiteiro

Eliezer Valiante é Gestor de Negócios na obra do Hospital Unimed Vale dos Sinos e relata os desafios desta construção.

Quais foram as soluções de engenharia utilizadas nessa obra?

Bom, acho que o primeiro destaque é que estamos construindo o novo Hospital da Unimed Vale do Sinos, em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, com a aplicação dos conceitos de Lean Construction. Com isso, mudamos a forma de pensar a produção e passamos a focar em ritmo, terminalidade, sequenciamento e produtividade. Essa mudança ainda não é comum na construção civil e representa também um desafio, pois olhamos para os subcontratos e fornecedores de maneira que estejam sempre adequados ao plano de ataque. O que ganhamos com isso? Reduzimos riscos, trabalhamos com adequação ao projeto da obra, mitigamos erros rapidamente, aumentamos a produtividade e garantimos uma entrega de máxima qualidade ao nosso cliente.

Nesse empreendimento, fizemos também a reengenharia de todas as instalações, redimensionando e simplificando os sistemas elétrico, hidráulico e de ar condicionado. Com isso, criamos mais estabilidade e confiabilidade no processo de construção, uma vez que substituímos cabeamentos por barramentos blindados, unificamos o sistema de ar, antes dividido em subsistemas com equipamentos de diferentes tecnologias, etc.

Outro ponto importante da obra é a otimização dos processos de impermeabilização dos subsolos com a adoção de sistemas de adição ao concreto, o que torna o elemento impermeável. Substituímos alvenarias por divisórias e revestimentos mais adequados ao uso e com facilidade de manutenção.

Essas estratégias foram utilizadas com a premissa de que, se queremos que algo dure, temos que pensar em métodos que simplifiquem a manutenção e a operação.

Quais os maiores desafios encontrados?

Um dos principais desafios é a logística, pois nossa obra ocupa a maior parte do terreno e os espaços disponíveis para estocarmos materiais e equipamentos, além de realizarmos manobras, são reduzidos.

Quantas pessoas eram gerenciadas por você?

Começamos a construir esse grande hospital em 2019 e, no pico da obra, chegaremos a ter uma equipe de 600 pessoas.

Quando pronto, o Hospital da Unimed Vale do Sinos terá mais de 30 mil m², quatro subsolos, térreo, três pavimentos, cobertura, 121 leitos de internação, 20 leitos de UTI para adultos, 40 leitos de observação, urgência e emergência, sete salas de cirurgia, centro de diagnóstico por imagem, cinco salas de ultrassonográfica, laboratório e duas salas de ressonância, raio X, tomografia e mamografia, além de um edifício garagem.

A Engeform Engenharia também está investindo em tecnologias e soluções inovadoras para o novo hospital. Entre outros diferenciais da obra está a instalação de uma estação própria de tratamento de esgotos e resíduos. Além disso, a equipe do empreendimento também adotou alternativas mapeadas pelo Projeto Engenheirar, uma iniciativa da empresa para fomento da inovação no mercado da construção civil. O canteiro já está utilizando sistema de FVS, controle de ferramentas, EPIs e almoxarifado de forma digital, o que também contribui com o ganho de produtividade na construção, segurança e qualidade do ambiente de trabalho.

COMPARTILHE
Confira outras notícias