NOTÍCIAS
Novidades Na Mídia

Iniciativas apartidárias buscam informar e aproximar o eleitor do sistema político

Em meio a crise política e econômica do Brasil, entidades e empresas promovem movimentos que alertam a população sobre como o voto pode afetar o desenvolvimento do país
nos próximos anos.
Fonte: InfoMoney
Nos últimos meses, os analistas têm revisado projeções para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). Os cenários de crescimento de 3% em 2018 foram revistos diante de indicadores econômicos mais modestos e da tensão eleitoral, chegando ao índice de 1,5%.
Pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getulio Vargas (FGV), constatou que para 77% dos entrevistados a falta de confiança no governo é o que mais influencia negativamente as expectativas para os próximos meses. A poucos tempo das eleições, outros 64% apontaram as incertezas políticas, e menos da metade (47%), o ritmo lento da atividade econômica brasileira.
Neste ambiente de instabilidade política e econômica, empresas e entidades investiram em movimentos e ações para alertar a população sobre como o voto pode afetar o desenvolvimento do país nos próximos anos
Em agosto, a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), em parceria com Alshop e Secovi, lançou a campanha Voto Consciente. O movimento classificado como independente, apartidário e sem fins lucrativos utiliza peças de comunicação nos shopping centers do Brasil e criou um hotsite que reúne informações sobre o funcionamento do sistema eleitoral brasileiro, direciona o eleitor a saber mais sobre as propostas e ideais de governo, e adverte sobre as fake news e compra de votos.
Segundo a entidade, a campanha surgiu com objetivo de levar conhecimento aos eleitores e estimular um voto responsável “A Abrasce acredita que todos nós, brasileiros, temos participação fundamental para solucionar a crise política que se instalou no país. Para isso, é importante votar de forma consciente”, declarou Glauco Humai, presidente da entidade.
Empresas também trouxeram para dentro de suas unidades ações envolvendo educação política. É o caso da construtora Engeform e da empresa de laticínios Tirolez, que de maio a agosto, convidaram os funcionários administrativos para participarem de palestras sobre o sistema eleitoral, ministradas pelo professor Bruno Souza Filho. Douturado pela Unicamp, Filho trabalha com edução política há oito anos e preparou aulas específicas para estas empresas com linguagem didática e sem viés partidário. Segundo as companhias, a ação é uma forma de exercitar a cidadania.
COMPARTILHE
Confira outras notícias